Registro de Imóveis de Cachoeira do Sul

(51) 3530-4745
(51) 99952-4556

NOTÍCIAS

15 DE JANEIRO DE 2021
Clipping – G1 – ‘Adoção Tardia’: livro compartilha experiências de famílias que acolheram crianças e adolescentes mais velhos no DF

Lançamento virtual é nesta sexta-feira (15), pelas redes sociais do grupo Aconchego. Renda será revertida para projetos sociais

No Distrito Federal, 122 crianças e adolescentes aguardam para serem adotadas e 586 famílias estão habilitadas no cadastro local de adoção. Entretanto, a conta não fecha, já que 90% dos pretendentes ainda buscam menores de três anos para adotar. Na tentativa de reverter o cenário, pais e mães de crianças mais velhas se juntaram para contar experiências da adoção tardia.

O livro “Relatos de famílias nascidas de uma escolha” será lançado nesta sexta-feira (15), pela internet, nas redes sociais do grupo Aconchego (veja detalhes abaixo)– entidade sem fins lucrativos de apoio à convivência familiar. A obra reúne textos de 39 famílias da capital.

Um dos autores é o bancário Daniel do Valle Silvestre, de 46 anos. Ao lado do companheiro, há quatro anos, o morador de Brasília entrou na fila do Cadastro Nacional de Adoção e, em 2018, viu a família crescer com a chegada dos primogênitos, Kevin e Isaac, hoje, com 8 e 11 anos.

“No livro, contamos histórias do que passamos no começo com eles. Achamos que isso poderia ajudar outras famílias a diminuírem o preconceito em adotar crianças mais velhas.”

Na coletânea, Daniel fala sobre a adoção pelo viés de um casal homoafetivo. Ele e o companheiro estão juntos há 16 anos. “Tínhamos a preocupação, medo de não sermos aceitos, ou deles sofrerem consequências dessa formação familiar. Mas, quando os meninos chegaram, percebemos que isso não era problema para eles”, conta.

“Nós [casal] já vivemos esse sofrimento desde criança, agora, temos argumentos para ajudar os nossos filhos a superar esse preconceito.”

Orientação

Apesar de ainda não existir consenso sobre idades para classificar a adoção tardia, quem atua na área considera como o acolhimento que envolve crianças acima de dois ou três anos.

Para a presidente do grupo Aconchego, Soraya Kátia Pereira, a proposta do livro surgiu durante as reuniões de pais, que compartilham experiências entre famílias que já adotaram.

“Os pais vivem etapas parecidas, contam um com o outro. É um processo de reviver histórias e trocar apoio. E, então, pensamos: por que não escrever um livro?”

O exemplar custa R$ 29,90 e pode ser adquirido pela internet. Soraya explica que a renda será revertida para projetos sociais com foco na convivência familiar e comunitária.

“Essa renda vai fazer com que a gente chegue mais perto dessas crianças e adolescentes acolhidos. As famílias precisam saber que além da maternidade e da paternidade, existe a cidadania”, explica.

“Precisamos dar mais conhecimentos para que as famílias possam se conscientizar se cabe na vida deles a adoção de adolescentes ou crianças maiores. Se de fato, ali, cabe uma filiação.”

Programe-se

Lançamento do livro ‘Adoção tardia: Relatos de famílias nascidas de uma escolha’

Quando: sexta-feira (15)

Horário: 19h30

Onde: redes sociais do grupo Aconchego e pela plataforma Zoom

Fonte: G1

Outras Notícias

Anoreg RS

01 DE MARçO DE 2021
STJ – Herdeiro não depende de registro formal da partilha do imóvel para propor extinção do condomínio

O motivo é que o registro, destinado a produzir efeitos em relação a terceiros e viabilizar os at​os de...


Anoreg RS

01 DE MARçO DE 2021
Fórum de Presidentes da Anoreg/RS publica Nota Conjunta nº 002/2021

O Fórum de Presidentes das entidades notariais e registrais do Rio Grande do Sul publicou, nesta segunda-feira...


Anoreg RS

26 DE FEVEREIRO DE 2021
Parcerias e atos online para empresas são parte da atuação dos cartórios junto ao ODS 17

Serviços de recuperação de crédito, plataformas online de cobrança e relatórios estatísticos realizados em...


Anoreg RS

26 DE FEVEREIRO DE 2021
RTDPJBrasil – Central RTDPJBrasil: ambiente seguro para usuários e cartórios

Todos os documentos armazenados e trabalhados na Central RTDPJBrasil ficam criptografados em ambiente específico...


Anoreg RS

26 DE FEVEREIRO DE 2021
IBDFAM – Alienação parental: Grupo do IBDFAM apresenta resultados de pesquisa entre associados

A iniciativa tem por objetivo conhecer a percepção dos associados do Instituto sobre o tema, propiciando avanços...


Anoreg RS

26 DE FEVEREIRO DE 2021
CNJ – Justiça amplia bloqueio de valores para quitar dívidas

A grande maioria dos bloqueios envolveram débitos trabalhistas, gerando benefício direto a milhares de pessoas em...


Anoreg RS

26 DE FEVEREIRO DE 2021
Conjur – Salário-maternidade pode ser pago mesmo com óbito anterior à vigência da lei

Esse foi o entendimento da Turma Nacional de Uniformização (TNU) no julgamento de tema representativo.


Anoreg RS

26 DE FEVEREIRO DE 2021
Câmara – Proposta susta portaria com regras para a naturalização de imigrantes

Deputado questiona critérios para cursos de língua portuguesa.


Anoreg RS

26 DE FEVEREIRO DE 2021
Presidente da Anoreg/RS participa de webinar do IRIRGS sobre documentos digitais

Intitulada “Diálogos”, a ação visa criar um relacionamento mais próximo entre os registradores de imóveis...


Anoreg RS

25 DE FEVEREIRO DE 2021
STJ – Para Terceira Turma, bem de família oferecido como caução em contrato de aluguel é impenhorável

Para o colegiado, o rol das hipóteses de exceção à regra da impenhorabilidade do bem de família, previsto na...